GRATIDÃO...

by Grace Spiller

 

 

 

 

 

Sou grata à vida pelas chuvas

que ora lavam e purificam o chão,

que ontem pisei.

 

E o rio transborda, 

trazendo à borda a alma e o coração, 

tornando mais fina e mais sutil

a camada entre a pele e a emoção...

 

A consciência é fresca ainda

do imenso caminho a percorrer;

a visão é tenra plantinha que, curiosa,

espicha-se toda querendo ver...

 

No âmago do ser verde fibra brotando

e lutando bravamente, 

querendo amadurecer;

na mente, novo painel se desenhando,

como leque se abrindo e muitas cores,

então, mostrando...

 

E aberto o leque,

passagem dá a palavras mil:

intenso desabrochar! 

 

Chegam brincando, querendo dançar...

Ora se unem, se abraçam ou se dispersam;

ora retornam, se amontoam ou se agrupam,

prontas pra desfilar...

 

E esperançosa, olhando o desfile imenso,

passo o meu tempo, agora, a captar:

quero ver, sentir e assimilar

a vida; o colorido; a luz; a beleza sutil;

o sonho que amadurece e o ideal que se fortalece

encerrados, quem sabe?

...na profundidade de palavras mil!

 

 

Editado no site: 

Faria Canto Mágico & Sonhos (Sala XV)

 

 

 

RESPEITE OS DIREITOS AUTORAIS